Como é feita a farinha de trigo? 6 etapas do processo de produção

Publicado por Lidia Massari em 30 de novembro de 2023

A farinha de trigo é a base alimentar de muitos povos e seu consumo acontece desde os tempos antigos. No Brasil, utiliza-se principalmente no preparo de massas e nos produtos de panificação, como tortas, bolos, pães e bolachas, o país se destaca.

Dessa forma, descobrir como é feita a farinha de trigo é no mínimo curioso, ainda mais com o Brasil rompendo novas barreiras produtivas. Então, vou compartilhar com você uma visão detalhada dos bastidores da produção da farinha de trigo, confira!

Descubra como é feita a farinha de trigo na prática

Embora o Brasil ainda não seja um dos maiores produtores de trigo do mundo, a indústria nacional desponta no processamento. Segundo a Embrapa, cerca de 94,5% de todo o trigo nacional se destina ao processamento industrial.

Do restante, 3% em média destina-se à alimentação animal e aproximadamente 2,5% são reservas de sementes.

Já a ABITRIGO (Associação Brasileira da Indústria do Trigo) aponta que 55% da farinha processada é utilizada na indústria da panificação. Esta é a nossa deixa para entrar com tudo nas etapas produtivas da farinha.

1. Seleção rigorosa do trigo

Obviamente, a produção do trigo inicia-se no plantio e cultivo dos grãos que, atualmente, espalham-se por muitas regiões do país. Inclusive, o Brasil tem grandes produtores de trigo que impactam diretamente na economia nacional, a exemplo do Rio Grande do Sul.

Após a colheita do trigo, destina-se a um cuidadoso e rigoroso processo de seleção dos grãos. Nesse momento, os produtores escolhem as variedades mais apropriadas, ao considerar dois fatores específicos: umidade e teor de proteína.

Tudo isso parece mera formalidade, mas a qualidade do grão impacta e muito na qualidade e nobreza da farinha finalizada.

2. Limpeza e lavagem dos grãos de trigo

Na sequência, a indústria destina os grãos escolhidos ao processo de limpeza e lavagem. A limpeza, primeiramente, reduz impurezas que acompanham o trigo, como poeira, pequenas pedras e palhas residuais da colheita.

Quando os grãos estão livres de sujeiras sólidas, é o momento de passar por uma lavagem mecanizada. Aqui, os grãos entram em uma máquina que utiliza água e outros elementos para eliminar potenciais resquícios indesejados.

Além de garantir limpeza completa, a indústria tem outro objetivo por trás da lavagem. Cada trigo tem características próprias, alguns são mais úmidos e outros apresentam menor teor de umidade. Então, a lavagem também serve para hidratar os grãos para a próxima etapa.

3. Moagem precisa dos grãos

Agora que o grão está 100% limpo é hora de moer para a obtenção da farinha. Veja a estrutura interna do grão do trigo:

  1. Parte externa: é a parte que envolve endosperma e gérmen do trigo. Considere como a “casca” do trigo, ela contém mais proteínas, mas não acompanha a farinha branca.
  2. Parte central: o centro do grão se chama de endosperma, que é composto principalmente por amido. Então, esta parte é responsável pelas características finais da farinha, por conta do amido.
  3. Gérmen de trigo: o gérmen é a região responsável pelo broto do trigo, é rico em açúcares e lipídeos. Porém, ele é retirado antes da moagem, visto que pode deixar a farinha rançosa ao estragar rapidamente.

Sabendo disso tudo, a parte ideal do trigo é moída e o endosperma se transforma em farinha. Hoje em dia, os moinhos desfrutam de sistemas modernos, mas basicamente, acontece a moagem por cilindros até a obtenção da textura perfeita.

4. Peneiramento da farinha

Nesta etapa, a farinha encontra-se praticamente moída, mas sua espessura ainda é rústica e nada comercial. Por conseguinte, destina-se a farinha ao peneiramento, processo fundamental para a separação da granulometria que atende ao produto.

Por acaso você já ouviu falar da classificação da farinha quanto à qualidade e espessura? Se você conhece as marcas de farinha mais vendidas, certamente sabe do que estou falando.

Por exemplo, a farinha de semolina é um subproduto da moagem da farinha, geralmente mais grossa, é ideal para determinadas preparações, como massa de macarrão e lasanha.

Já a farinha de trigo integral passa pela mesma moagem, mas aqui o grão de trigo é moído inteiro, isto é, com farelo e gérmen. Como resultado, a farinha integral é nutricionalmente mais rica que as outras.

5. Algumas indústrias enriquecem o trigo

Aposto que você já comprou uma farinha que tinha a seguinte observação: “farinha enriquecida com ferro”, certo? Em alguns casos, se enriquece a farinha com ácido fólico. As indústrias fazem isso para maximizar seu valor nutricional.

Contudo, os médicos alertam para o uso do produto enriquecido, pois ele não agrega quase nada à manutenção da saúde. Se tiver que optar por algum tipo de farinha, dê preferência à farinha integral!

6. Embalamento e distribuição

como é feita a farinha de trigo

Até aqui acredito que ficou claro como é feita a farinha de trigo, né? Como você viu, não há segredo algum. Evidentemente, há muito mais coisa por trás da produção do que eu consigo realmente mostrar para você.

Com isso em mente, o último passo consiste no embalamento através de embalagens apropriadas para preservar plenamente as características.

Depois se realiza a distribuição entre supermercados, fornecedores de farinha de trigo, restaurantes, padarias de diferentes portes, entre outros.

Eu encontrei um vídeo que mostra rapidamente tudo que conversamos aqui hoje, dá uma olhada depois com calma:

Conclusão sobre como é feita a farinha de trigo

O trigo tem aplicações universais, tanto na panificação quanto em segmentos de alimentação animal, a exemplo do farelo de trigo. E agora que você sabe como é feita a farinha de trigo, fica mais fácil associar com a relevância do produto.

E então, ficou alguma dúvida ou consegui mostrar de forma ampla esse contexto fundamental para o desenvolvimento do país?

Espero muito que tenha gostado das informações selecionadas a dedo e do detalhamento das etapas, agora resta compartilhar, até a próxima!

Descubra quais são os Melhores Negócios para abrir com até R$ 500 Reais! Clique no botão abaixo e tenha acesso gratuito à Lista de Negócios mais Baratos para montar atualmente!
Lidia Massari
Graduação em Publicidade e Propaganda, com oito anos de especialização em Marketing de Conteúdo, Inbound e SEO. Sou entusiasta de tecnologia, inovação, fascinada pela robótica e filmes de ficção científica. Sou curiosa e adoro aprender coisas novas.

1 comentário

Deixe o seu comentário