Artesanato que mais vende: os 6 tipos mais vendidos

Saber qual artesanato mais vende é um passo importante se você quer começar a lucrar com a sua arte. Afinal, os benefícios de fazer artesanato vão além de estimular a criatividade, coordenação motora e aliviar o estresse.

Essa atividade também pode se tornar uma fonte de renda e uma porta para o mundo do empreendedorismo.

Contudo, a forma mais inteligente de fazer isso, é ficar de olho nas demandas do mercado para saber quais são os tipos de artesanato mais vendidos na internet ou fora dela.

E a boa notícia é que eu já fiz essa pesquisa para você! Então fique por aqui e descubra quais são os artesanatos que mais vendem e prepare-se para ganhar muito dinheiro com a sua produção!

Os 6 Tipos de Artesanato que mais vendem


Qual artesanato que mais vende

Se você já produz suas peças de artesanato, ou está disposto a aprender, saiba que essa habilidade pode render uma boa grana. Afinal, com o avanço das vendas online, ficou mais fácil mostrar sua arte para quem está disposto a pagar por ela.

Além disso, os meios tradicionais de venda, como feiras e exposições, continuam sendo boas possibilidades.

No entanto, antes de começar a investir dinheiro e tempo nessa atividade, é importante estar atento aos tipos de artesanato que mais vendem online e offline. Confira nossas dicas!

1. Tricô e crochê

Ambas são super tradicionais e conhecidas por todos. Tanto uma quanto a outra oferecem um leque enorme de possibilidades, tanto em tipos de peças para produzir quanto em público-alvo. Isso porque são técnicas que podem ser empregadas para confeccionar roupas, tapetes, peças de decoração, acessórios, itens de utilidade doméstica e muito mais!

Também vale destacar que tricô e crochê são técnicas relativamente fáceis de aprender. Há uma infinidade de cursos e tutoriais na internet para isso, muitos deles são gratuitos. Além disso, o investimento inicial em materiais é super baixo.

Portanto, o tricô e crochê são atividade de artesanato que vendem bem, e são ideais para quem está começando.

2. Artesanato em biscuit

Essa técnica permite a produção de peças lindas que agradam a públicos de todas as idades. Dá para criar bonequinhos dos mais variados tipos, enfeitar acessórios para decoração de festas ou da casa e tudo mais que a criatividade permitir.

Esse é um dos tipos de artesanato que mais vendem, no entanto, não é uma opção tão prática quanto a sugestão citada acima.

Isso porque, você vai precisar de uma quantidade maior de insumos e materiais para iniciar sua produção de biscuit. Contudo, é também uma atividade de investimento inicial relativamente baixo e super lucrativa.

3. Bordados

Mais uma ótima opção de artesanato que vende super bem e é simples de fazer. Se você gosta de atividades manuais, vale a pena aprender técnicas de bordado para empregar nas suas peças.

É possível criar telas decorativas para vender ou aplicar essa técnica para personalizar roupas, toalhas e outros artigos. Aliás, com um pouco de criatividade, você pode misturar aos seus bordados elementos de crochê, aplicações de pedrarias e outros adicionais que vão agregar ainda mais valor aos seus produtos.

4. Bonecos de pano

Quem não gosta de bonecos de pano? Embora sejam objetos especialmente atrativos para crianças, eles agradam a pessoas de todas as idades. Por isso, é mais uma das opções de artesanato que mais vende em feiras e lojas físicas e virtuais.

O ponto negativo dessa atividade é o investimento em equipamento para realizá-la, além de demandar um pouco mais de experiência.

Embora seja possível começar a confecção com peças mais simples, você vai precisar incrementar sua produção se quiser cobrar bem pelos seus produtos ou escalar sua produção. Mas a recompensa vale a pena, pois além de lucrativa, essa atividade é extremamente gratificante!

5. Pintura à mão

Quem domina técnicas de pintura tem um leque infinito de possibilidades para a produção de peças de artesanato lucrativas. Provavelmente você sabe que há um público seleto disposto a pagar valores bem generosos por telas exclusivas. Interessante, não é mesmo?

Mas você pode ir além e atingir públicos de vários níveis sociais e com interesses distintos. Isso porque, seu talento não precisa ficar restrito a telas. Essas são lucrativas, porém, podem demandar mais tempo e trabalho na execução.

Então, que tal pintar objetos como roupas, louças e vasos? Assim você poderá diversificar seu portfólio e, é claro, suas fontes de renda.

6. Bijuterias artesanais

Esse é um dos tipos de artesanato mais fáceis de vender. Se você produzir belas peças, basta expô-las para que as vendas aconteçam. Aqui é até uma questão estatística: quanto maior o número de pessoas vendo seus produtos, maior será seu índice de vendas.

Isso porque as bijuterias artesanais agradam a um público muito vasto. Aquela ideia de que só mulheres se interessam por esses itens, já caiu por terra há tempos. Homens e crianças também são bons públicos para você focar se quiser turbinar suas vendas.

Quer mais boas notícias? Confeccionar bijuterias é fácil de aprender, e dá para começar com baixo investimento! Aproveite!

Artesanatos mais vendidos

Pequeno ou grande, prepare seu ateliê e mostre ao mundo sua arte


Não importa se você já tem seu próprio ateliê profissional montado ou apenas um cantinho na sua casa para produzir sua arte. Você já pode fazer uma boa grana com peças de artesanato para vender online ou offline. Basta dispor de tempo, dedicação e, é claro, um pouco de visão estratégica de negócio.

Aliás, para esse último requisito, você pode contar comigo. Estou sempre por aqui fazendo pesquisas de mercado de diversos nichos para trazer informações relevantes para seu negócio, seja ele de qualquer porte. Por isso, te convido a voltar sempre que quiser e explorar outros artigos do site. São todos feitos om carinho para você!

Sucesso e boas vendas! Até a próxima!

Descubra quais são os Melhores Negócios para abrir com até R$ 500 Reais! Clique no botão abaixo e tenha acesso gratuito à Lista de Negócios mais Baratos para montar atualmente!
José Neto
Técnico em comércio pelo CEEP-BA, experiência em gestão de cursos na área de informática e empresário desde 2011. Sempre foi um apaixonado por pequenos negócios e tudo que envolve o mundo do empreendedorismo.

Deixe o primeiro comentário