Quanto custa para abrir um sushi delivery? Veja o valor médio

Publicado por Jéssica Trabuco em 30 de novembro de 2023

Abrir um sushi delivery custa a partir de R$25 mil Reais, mas tudo vai depender do seu projeto. O tamanho do espaço, seu cardápio, a quantidade de funcionários, equipamentos… Tudo isso vai alterar o valor necessário de investimento.

Durante o texto eu vou te explicar melhor sobre isso, dizer se esse é um negócio que dá dinheiro e ainda apresentar 14 pontos para montar o seu empreendimento do zero. Vem comigo e aproveita!

Afinal, quanto custa abrir um sushi delivery?


Quanto custa para abrir um sushi delivery

De acordo com o Sebrae, uma temakeria exige algo em torno dos R$76 mil. Como estamos falando de um negócio que só funcionará para entrega, algo em torno de R$25 mil a R$35 mil é suficiente para abrir um sushi delivery com uma estrutura razoável.

Lembrando que dá para começar de casa, com os equipamentos básicos da sua cozinha, viu?

O valor exato que você vai precisar depende de uma série de coisas. Dos materiais que vai usar na produção, dos equipamentos, do espaço físico, do capital de giro e até da sua estratégia de divulgação. 

Por isso é tão importante fazer um planejamento bem detalhado. Com ele você terá um valor bem aproximado do que vai precisar gastar. 

Sushi delivery dá dinheiro?


O faturamento médio de um sushi delivery é de R$8 a R$15 mil Reais, aproximadamente. Esse número não é uma regra e assim como o investimento, vai ser influenciado por uma série de coisas.

A receita mensal do seu negócio dependerá, principalmente, da sua gestão. É preciso ter um produto de qualidade, organização, parceria com aplicativos de entrega e um investimento bem interessante na divulgação.

14 passos para montar o seu sushi delivery


Abaixo eu vou te apresentar 14 pontos que vão te ajudar a montar o seu sushi delivery do zero e ter muito sucesso com ele.

Considere as informações, adapte-as de acordo com a sua realidade e coloque em prática o quanto antes:

1. Entenda o mercado

De acordo com artigo do Portal do Franchising, restaurantes e fast-foods de culinária oriental faturam, aqui no Brasil, cerca de R$19 bilhões por ano. Outra coisa interessante é que o ticket médio dos consumidores é de R$80, bem acima dos outros segmentos culinários.

Além da questão de sabor, a saúde também influencia muito os brasileiros a se deliciarem com essa culinária.

Só com esses dados a gente entende que é um mercado forte e lucrativo. Só que além dessa visão geral, é importante entender como é o mercado da sua região.

Existem concorrentes? O que eles vendem mais? Como trabalham? O que é de bom que você pode absorver? O que tem de ruim que deve ser evitado?

Entender como as coisas funcionam por aí vai te ajudar a montar a estrutura de entrega de sushi perfeita.

2. Defina o público

Para quem você quer vender? Para pessoas que preferem a culinária mais à risca com o que a gente vê no Oriente? Para uma faixa etária específica? Quer fazer algo mais popular ou requintado? Tudo isso conta!

A partir do momento que você sabe para quem vender, conseguirá montar a melhor estratégia de cardápio, atendimento e divulgação.

3. Faça um bom planejamento

Definiu o público e conhece o mercado da região?! Então vamos ao plano de negócios do seu sushi delivery!

Nesse momento é hora de definir os equipamentos que vai comprar, os produtos que quer oferecer, a forma de entrega, em quanto tempo o produto tem que chegar ao cliente, como vai divulgar e até o capital que tem em mãos para aplicar.

Esse cuidado antecipado vai permitir que você se prepare melhor para circunstâncias difíceis e que aproveite as oportunidades que aparecerem no caminho.

Nomes para sua entrega de sushi

Isso faz parte do planejamento e precisa da sua atenção. O nome do seu negócio é o seu cartão de visita e precisa deixar bem claro o tipo de serviço que oferece.

Você tanto pode colocar um nome oriental que tenha algum significado que você goste, como pode colocar o nome do seu prato chefe, por exemplo “Temaki in casa”.

Procure por nomes de empresas que já existem nesse segmento e comece a fazer os seus testes. De primeira o nome sempre vai parecer estranho, mas com o costume fica melhor.

Inclusive, nós temos aqui um artigo com várias ideias de nomes para sushi delivery. Vale a pena você conferir também.

4. Defina o seu cardápio

Você pode vender muito mais do que sushi se quiser. Existem vários alimentos da culinária oriental que vão agradar o seu público e te ajudar a aumentar o faturamento do seu negócio.

Abaixo eu trouxe algumas ideias de produtos para colocar no seu cardápio oriental:

Sushis

  • Camarão;
  • Atum;
  • Salmão;
  • Peixe branco;
  • Polvo.

Sashimi

  • Atum;
  • Salmão;
  • Polvo;
  • Peixe branco.

Yakisoba

  • Frutos do mar;
  • Legumes;
  • Camarão;
  • Filé Mignon;
  • Frango;
  • Misto.

Temaki

  • Salmão;
  • Atum;
  • Califórnia;
  • Filadélfia;
  • Hot Filadélfia;
  • Camarão.

Outras opções para oferecer:

  • Bolinho de peixe/camarão/salmão;
  • Camarão empanado;
  • Carpaccio;
  • Salmão flambado;
  • Sunomono;
  • Shimeji;
  • Shitake;
  • Harumaki de camarão/frango/queijo.

5. Procure o melhor lugar para comprar as matérias primas

Os produtos que servem de matéria prima para as receitas são muito específicos e exigem qualidade altíssima, por isso não dá para comprar em qualquer lugar.

Algumas coisas devem ser compradas em peixaria, mas na que te permita um preço para compra em grande quantidade e boa qualidade.

Já outros, só vão ser encontrados em lojas específicas de produtos orientais.

A ideia é ter preço baixo, quantidade e qualidade. Isso fará com que você ofereça aos seus clientes os melhores pratos trabalhando com um preço que te permita uma boa margem de lucro.

Veja abaixo algumas das coisas que você vai precisar comprar para fazer os pratos do seu delivery de sushi:

  • Camarão;
  • Polvo;
  • Salmão;
  • Peixes;
  • Arroz japonês;
  • Cream Cheese;
  • Alga Nori;
  • Shoyu;
  • Tempero de sushi;
  • Wasabi.

6. Equipamentos e utensílios para trabalhar

Os equipamentos para fazer sushi e os outros produtos do seu negócio podem ser divididos em duas partes: Os comuns e os específicos.

Vou mostrar eles abaixo para você conhecer:

Produtos específicos

  • Facas específicas para sashimi e sushi;
  • Pedra para afiar faca;
  • Pinça culinária;
  • Maki Su ou esteira de sushi;
  • Hangiri;
  • Shamoji;
  • Hashis descartáveis e para cozinhar;
  • Filme PVC (bobinas);
  • Tábua de polietileno;
  • Estufa para reservar alguns produtos prontos.

Produtos comuns

  • Panelas;
  • Talheres;
  • Forno e fogão;
  • Micro-ondas;
  • Geladeira e freezer;
  • Mesa de produção;
  • Armários e prateleiras.

7. Vá atrás das embalagens certas

como montar um sushi delivery

Como estamos falando de vender sushi domicilio é importante que você pense em que embalagem vai funcionar perfeitamente para cada prato oferecido no seu cardápio.

A maior função delas é preservar o alimento para que chegue até o cliente organizado e na temperatura correta. Isso melhora a experiência! Sua satisfação vai lá para cima e é possível que ele continue comprando na sua mão.

Então faça testes! Procure uma loja ou distribuidora de embalagens, teste o seu produto com ela, peça a um motorista para dar uma volta pelo bairro e devolver a você. Sabendo como chega ao cliente, você entende o que é melhor ou não.

Lembre-se também de que a embalagem precisa ter a sua identidade, então coloque sua marca e os meios de contato com sua empresa. Quem sabe você não manda um imã de geladeira junto? Isso é bacana!

8. Local para começar

A boa notícia é que você pode começar a sua empresa de sushi delivery até mesmo em casa.

Não é necessário um espaço muito grande, mas é importante que seja suficiente para a produção dos alimentos, para a parte administrativa e para a entrada e saída dos entregadores sem atrapalhar o trânsito da região.

Além disso, o ambiente precisa ser bem organizado e limpo! Lembre-se que quando falamos de comida, o cuidado precisa ser redobrado. Verifique quais são as exigências da Anvisa na cidade e siga tudo corretamente.

Iluminação e ventilação precisam ser corretas, paredes e pisos devem ser laváveis e brancos e os funcionários precisam utilizar equipamentos de proteção individual e higiene, como touca, avental e calçados fechados.

Se puder montar a estrutura fora de casa, o que é ideal, lembre-se de investir em uma região em que possa bancar.

9. Divulgação do seu empreendimento

Você pode ter o melhor cardápio do mundo, mas se as pessoas não conhecerem seu produto não adianta nada! Por isso é tão importante investir na divulgação.

Ela pode acontecer das seguintes formas (avalie a que funciona melhor na sua região):

  • Boca a boca;
  • WhatsApp;
  • Panfletagem;
  • Carro de som;
  • Placas e banners em locais estratégicos;
  • Anúncios em redes sociais;
  • Anúncios em grupos de venda do Facebook;
  • Perfil em redes sociais.

10. Sistema de gestão

Você precisa de um sistema de gestão para acompanhar a ordem dos pedidos desde a hora que são feitos até chegar à casa do cliente. Sem isso é muito fácil que as coisas atrasem e o caos comece.

Existem muitas empresas que trabalham com a venda de sistemas prontos para restaurantes delivery, outras dão a opção de criar uma plataforma de acordo com a necessidade da empresa.

Nesse momento você precisa pesquisar, falar com várias delas e depois colocar na ponta do lápis o que vai valer mais.

Lembrando que esses sistemas também vão ajudar a entender quanto entra no mês, os produtos mais pedidos, o que precisa ser divulgado melhor e outras informações que vão ajudar na sua administração.

11. Equipe para trabalhar

abrir um sushi delivery dá dinheiro

Na hora de contratar profissionais, o requisito deve ser o conhecimento prático na área de atuação. Você precisará de um sushiman com experiência, auxiliar de cozinha, uma pessoa para cuidar do administrativo (pedidos) e entregadores.

Em relação a entrega: Você tanto pode ter entregadores contratados como pode pagar por cada entrega a autônomos – veja qual é a melhor opção na sua situação atual.

12. Invista em aplicativos de entrega

Ao fechar parceria com aplicativos de entrega, como o iFood, você não terá que se preocupar com o sistema de gestão (já que fará pelo da empresa parceira) e não terá custo algum com a entrega – que também é por conta deles.

Isso sem falar que o seu negócio terá um alcance muito maior. Ao invés de vender só para o seu bairro, começará a atender pessoas de várias regiões.

Sabe o que isso significa? Aumento de faturamento!

É claro que nada disso é de graça: Os aplicativos cobram uma porcentagem por venda, que pode variar de 10% a 30%.

13. Fique atento ao feedback dos clientes

Com a internet a gente consegue ter um retorno muito mais rápido sobre o que os nossos clientes acharam do nosso serviço e isso deve ser aproveitado por você.

Seja em rede social ou no aplicativo de entrega, tenha foco em verificar o feedback, responder e começar a pegar as sugestões e colocar em prática no seu negócio. Acredite: Sua preocupação em melhorar será sentida pelo cliente.

14. Pense em promoções!

Quer ter sucesso vendendo sushi na casa das pessoas? Pense em promoções! Pode ser de combinados com preço especial, pode ser de compre um e leve outro, podem ser descontos especiais para cada dia de semana… Faça o cliente sorrir!

Essa é uma das melhores maneiras de divulgação e captação de clientes.

Outra coisa que acho interessante é a implementação do cartão fidelidade. Com ele o cliente acaba sendo incentivado a comprar mais vezes e depois de 10 compras ganha um brinde.

Leia também: Ideias de frases para propaganda de sushi

Tire o seu projeto do papel


E agora? Depois de aprender tanta coisa e ver que o negócio pode sim ter bons resultados, o que vai ficar esperando?

Espero que o artigo tenha te ajudado e inspirado a investir nos seus sonhos e que seu sushi delivery seja um sucesso. 

Um grande abraço e até a próxima!

Descubra quais são os Melhores Negócios para abrir com até R$ 500 Reais! Clique no botão abaixo e tenha acesso gratuito à Lista de Negócios mais Baratos para montar atualmente!
Jéssica Trabuco
Sou baiana de Salvador, formada em Jornalismo e fundadora do Negócio de Cozinha. Trabalhei com vendas por mais de cinco anos e estudar e falar de negócios faz parte do meu dia a dia! Sou apaixonada em ajudar o outro a mudar o seu mundo e faço o que estiver ao meu alcance para conseguir!

Deixe o primeiro comentário