Como montar uma loja colaborativa

Dá para montar uma loja colaborativa com um investimento a partir de R$30 mil e um espaço de 100 m². Além disso, é preciso muito planejamento, ajuda de um contador, uma ótima equipe e uma excelente estratégia de divulgação.

Hoje eu vou te explicar o que é esse negócio, como funciona e tudo o mais que precisa resolver para tirar ele do papel. Confira:

Entendendo o que é uma loja colaborativa


Como montar uma loja colaborativa

A loja colaborativa é um espaço onde vários microempreendedores podem alugar boxes, estantes e araras para exporem seus produtos e venderem. Dessa forma eles minimizam custos de alugar um espaço sozinhos, por exemplo, e conseguem ter acesso a um público maior. 

Luz, internet, decoração e muitas vezes até vendedores fazem parte do pacote e o empreendedor tem que pagar uma taxa mensal pelo uso de todas essas facilidades. 

O valor cobrado fica a critério do dono do local. Em muitos lugares se cobra uma taxa única, como aluguel, em outros acrescenta-se também uma comissão por cada venda dos colaboradores. 

O negócio começou com a ideia de atender artesãos, mas aos poucos já é possível encontrar até pessoas que fazem doces e negócios que tenham a ver com serviços de beleza. 

Como funciona uma loja colaborativa?


Como uma loja coletiva onde pessoas com diferentes negócios podem expor seus produtos, compartilhando de vários benefícios, como aluguel do espaço, taxa de limpeza, luz e internet e até funcionários de atendimento. 

O dono do espaço disponibiliza boxes, araras e outros espaços para que montem sua exposição. Cada loja colaborativa tem suas próprias regras de convivência e de taxas. 

Normalmente funcionam trabalhando no mesmo segmento, como artesanato, decoração, vestuário ou beleza, mas já é possível encontrar algumas mais misturadas. 

Esses lugares também costumam ter cafés e até áreas para coworking onde as pessoas podem passar horas trabalhando ou estudando em ambiente coletivo.  

Serviços que o empreendedor precisa oferecer aos seus clientes


Seus clientes nessa questão são os pequenos empreendedores que pagarão por um espaço na sua loja, ok? Além da possibilidade de eles conseguirem expor produtos em uma loja com boa localização e estrutura, existem outros pontos que precisam ser esclarecidos.

Para  abrir uma loja colaborativa você precisa de um bom espaço e de profissionais qualificados para trabalhar com você. A ideia é que você tenha toda a equipe que vai atender os clientes, fechar negócios, vendas e tudo o mais.

Os empreendedores nem precisam estar presentes no local. Até porque a maioria deles são artesãos e a ideia é que tenham tempo de sobra para produção. É por isso que para eles é muito vantajoso estar presente em uma loja colaborativa.

Eles terão acesso a serviços de divulgação, marketing, caixa, contagem de depósito e até serviços de cartão. Tudo isso fica por sua conta! Então é bom começar a pensar nas suas estratégias desde já.

Cuide da tributação da loja colaborativa


tributação loja colaborativa

Na hora de registrar o seu negócio, a sua atividade formal precisa ser exatamente a mesma que exerce no dia a dia. A melhor maneira de acertar isso é buscando ajuda de um contador. 

Para te ajudar a ter algumas ideias, no entanto, eu trouxe algumas opções de atividades econômicas para uma loja colaborativa que você pode seguir na hora do registro do seu projeto, confira: 

  • Comércio varejistas de artigos do vestuário e acessórios;
  • Serviço de organização de feiras, congressos, exposições e festas;
  • Comércio varejista de objetos de arte;
  • Gestão de ativos intangíveis não financeiros;
  • Comércio varejista de suvenires, bijuterias e artesanatos.

Como montar uma loja colaborativa: Pontos que você precisa resolver


A partir de agora você vai ver alguns pontos que são fundamentais para ter sucesso no seu negócio. Sua decisão com relação a eles vai influenciar totalmente em você ser bem sucedido ou não com o negócio.

Lembre-se de fazer tudo com muito zelo e cuidado em todos os detalhes, ok?

Confira:

Tenha uma localização excelente

Essa é uma das partes mais importantes! Você precisa que os empreendedores se interessem pelo seu negócio, então é fundamental que ele seja bem localizado.

Isso significa estar situado em uma região com grande fluxo de pessoas diariamente! Você pode abrir uma loja colaborativa dentro de um shopping, em uma galeria ou até mesmo em uma rua no comércio da sua cidade.

O importante mesmo é ter uma excelente localização! Esse é o diferencial. 

Quanto melhor ela for, mais pessoas ficarão interessadas em ter uma exposição dos seus produtos lá. Fora que o aluguel ficará mais valorizado.

Contrate um arquiteto

Ter um profissional responsável por decoração de interiores é outro ponto que fará a diferença no seu negócio. Não estou falando com isso que o lugar precisa ser chique ou coisa assim, muito pelo contrário.

O normal é que lojas colaborativas tenham um estilo bem aconchegante, meio roots, sabe? Só que como a intenção é agrupar vários empreendedores, somente um profissional qualificado será capaz de fazer o melhor projeto para o espaço que você tem disponível.

Claro que você também precisa se preocupar em construir um ambiente que chame a atenção das pessoas só de passar pela frente, ao mesmo tempo em que facilite a vida de quem trabalha por dentro.

Tenha uma equipe de profissionais qualificados

Esse é outro ponto importante! Você precisa ter muito cuidado e analisar bastante para contratar os seus funcionários. Eles precisam ter um atendimento impecável, além de saber cuidar da parte administrativa e de vendas.

Por isso, faça as entrevistas com o máximo de atenção nos detalhes. O perfil do profissional é muito importante e vai te ajudar a ganhar a credibilidade dos empreendedores.

Trabalhe forte nas redes sociais

Acredite, esse é um investimento que você precisa fazer! A ideia de montar uma loja colaborativa surgiu muito também para impulsionar a economia de pequenos empreendedores e de alguma forma colaborar com uma vida sustentável.

Por todas as vantagens que esse negócio tem é muito importante que as pessoas saibam que você existe e onde está localizado. Eu até recomendaria que contrate um ou dois profissionais que trabalhem exclusivamente com você para isso.

Se destacar nas redes é importantíssimo para que a sua loja ganhe maior alcance. Isso tanto para os empreendedores quanto para os clientes. Quanto mais visada ela for, mais pessoas irão querer fazer parte desse negócio e vão te procurar.

Esse é um trabalho importante e que precisa ser feito por quem de fato entende desse mundo! Qualquer coisa postada de forma aleatória sem estratégia pode prejudicar muito a sua loja colaborativa.

Quanto é preciso investir?


loja colaborativa

Isso só poderá ser esclarecido a partir do momento que você já tem todo o seu plano de negócio pronto e sabe exatamente o tamanho da sua loja e todos os serviços que vai oferecer, além de tudo que vai precisar.

O investimento para montar uma loja colaborativa pode variar de R$30.000 a R$200.000. Depende do segmento que queira trabalhar, a forma como quer se apresentar e principalmente o tamanho que quer ter.

Se você tem pouco valor para investir, também é possível montar a sua loja. Comece pequeno, mas com organização e dedicação, assim aos poucos você pode ir crescendo e construindo algo maior.

Vale a pena montar uma loja colaborativa?


Esse tipo de negócio está tendo muito destaque aqui no Brasil por agora. Ainda são poucos os investidores que resolveram entrar nesse mercado e essa pode ser a sua oportunidade.

Suas possibilidades com o negócio são grandes! Muitos conseguem faturar mais de R$20.000 com ele, mas é preciso dedicação para criar um ambiente perfeito e que tenha sintonia em todos os âmbitos.

Comece a trabalhar!


Agora que já sabe como montar uma loja colaborativa, comece a se organizar e planejar para tirar essa ideia do papel. 

Agradeço muito a sua companhia e desejo todo o sucesso do mundo para você. 

Um abraço e até mais!

Descubra quais são os Melhores Negócios para abrir com até R$ 500 Reais! Clique no botão abaixo e tenha acesso gratuito à Lista de Negócios mais Baratos para montar atualmente!
Jéssica Trabuco
Sou baiana de Salvador, formada em Jornalismo e fundadora do Negócio de Cozinha. Trabalhei com vendas por mais de cinco anos e estudar e falar de negócios faz parte do meu dia a dia! Sou apaixonada em ajudar o outro a mudar o seu mundo e faço o que estiver ao meu alcance para conseguir!

4 comentários

  • Antonio Augusto

    Raquel e Simone, tenho as mesmas dúvidas de vocês. Conseguiram alguma informação?

  • Ótimo artigo, como venho pesquisando as lojas colaborativas com o intuito de me familiarizar com o assunto e assim poder entrar no mercado, ainda sinto falta de ler sobre a parte burocrática, como esse tipo de loja deve está inscrita na prefeitura, como deve ser a licença para funcionamento e etc.

    • Yolanda de Carvalho Ventura

      Acredito que tenha as mesmas implicações que um shopping ou um boulevard

    • Simone Quintanilha

      Raquel, Boa Tarde. Bem colocado seu questionamento, também tenho interesse em saber a mesma coisa. Caso tenha conseguindo alguma informação amais e poder compartilhar, agradeço.

Deixe o seu comentário