Como embalar temperos para vender? Veja 6 tipos de embalagens

Publicado por Jéssica Trabuco em 30 de novembro de 2023

Tem como embalar temperos para vender em sacos simples transparentes e até em potes de vidro. A escolha do material vai depender primeiro do seu orçamento, mas também do seu público alvo e até do tipo de condimento.

Encontrei 6 opções interessantes e vou te apresentar em seguida. Além disso, vou te lembrar de algumas informações que precisam estar presentes na embalagem, independente do material escolhido.

6 formas de embalar temperos para vender


Antes de mostrar as opções, eu quero te lembrar que cada uma delas tem uma série de variações. Quando falamos de pote de plástico, por exemplo, existem diversos tamanhos, formatos e até tampas que podem ser utilizadas.

Minha ideia aqui é te dar uma visão geral para que a partir dela você faça uma pesquisa na sua região e encontre algo que tenha a ver com o seu perfil e com a imagem que quer passar com a sua marca.

Pronto? Então vamos lá!

1. Sacos plásticos simples

Como embalar temperos para vender

O saco plástico é a embalagem de tempero mais barata e prática, principalmente para quem quer começar um negócio.

Dá para só utilizar o saquinho puro, como também tem a opção de agregar ao saco um pedaço de papel ou até mesmo investir em saquinhos transparentes impressos com todas as informações do produto e da sua marca.

Isso vai depender de quanto você tem para investir nesse início, entende? Se tiver pouco dinheiro, não se preocupe em começar do jeito mais básico. Com o tempo, aos pouquinhos, você vai melhorar sua embalagem, o foco é começar!

2. Saco zip lock

É um saco plástico, mas costuma ser mais grosso e resistente do que eu falei anteriormente. Além disso, ele tem esse bônus do sistema zip lock, que veda de uma maneira muito eficiente e ajuda na conservação e durabilidade do tempero.

Aqui também tem a opção de trabalhar com o mais simples todo liso, como fazer ele impresso ou colocando o cartão anexado nele.

3. Pote de plástico

O pote de plástico também é uma ótima opção de embalagem para vender tempero! Ele protege mais o produto e também acaba agregando mais valor, entende? Existem vários tamanhos e formatos e você pode escolher algo diferente para conseguir se destacar entre os seus concorrentes. Para colocar as informações você pode usar adesivo ou também uma etiqueta.

Se você trabalha com temperos caseiros daqueles mais líquidos ou pastosos, tenha um cuidado especial para verificar o feixe do pote, ok? É fundamental que ele seja bem resistente e tenha uma ótima vedação para que o conteúdo não derrame.

4. Pote de vidro

embalagens para tempero

O investimento para um pote de vidro é muito maior do que as outras opções, mas ele agrega um valor absurdo para o seu tempero. Existem potes pequenos, estilo de garrafinhas, uns mais compridos parecendo tubos de ensaios e em muitos outros formatos.

Dependendo do tipo de tempero e também do público alvo, eu acho que vale a pena pelo menos fazer uma cotação na sua região e analisar essa possibilidade.

5. Embalagem com moedor

Essa talvez seja a opção de embalagem mais cara e já aviso logo que não será proveitosa para todo mundo. A gente costuma ver muito dela no mercado. Normalmente é para temperos que devem ser moídos, como o caso da pimenta.

Com certeza é uma opção premium que vai demandar um investimento alto, mas se esse for o seu nicho de atuação, talvez seja bem interessante.

Já vi essa embalagem de plástico e também de vidro.

6. Lata

Mesmo não sendo tão comum, você também pode embalar temperos utilizando latas. Existem de vários tamanhos e formatos, e eu acredito que ela pode te ajudar a chamar a atenção dos seus clientes por ser algo diferente.

Informações que você precisa colocar na sua embalagem de tempero


Embalar não acaba com a escolha do material que será utilizado não, hein? Também será preciso anexar uma série de informações para que seu produto seja comercializado dentro das normas, dando segurança ao seu consumidor.

Entre as coisas que você precisa colocar na embalagem de tempero estão:

Data de fabricação e validade

O consumidor precisa de uma garantia que o produto está em perfeitas condições de consumo. Por isso, o primeiro passo é saber quando ele foi fabricado. Em seguida a validade máxima dele.

Essas duas informações precisam ficar em um local visível facilmente, nada de deixar escondido.

Ingredientes utilizados

No caso de temperos fabricados através de misturas, é imprescindível que você coloque na embalagem os materiais que foram utilizados. Essa é outra maneira de dar segurança ao seu cliente.

Muita gente tem alergia a uma série de produtos ou tem restrições alimentares por filosofias de vida. Poder saber o que vai consumir oferece a essas pessoas a opção de escolha, sem a sensação de ser lesada.

Sua marca e meios de contato

A embalagem também é uma forma de divulgação do seu negócio e você precisa aproveitar essa oportunidade. Por isso, coloque a sua marca nela e os meios de contato para que o cliente possa comprar o seu produto.

Leia também: Como montar uma fábrica de temperos secos

Analise o tipo de embalagem que vai trabalhar


Espero que depois de tantas informações seja mais fácil definir o tipo de embalagem que vai usar para vender tempero aí na sua região.

Faça uma pesquisa de preço nas lojas de embalagens antes de bater o martelo, viu? Opte por fazer negócio com quem oferecer o melhor custo benefício.

Estou na torcida pelo seu sucesso. Agradeço muito a sua companhia por hoje.

Descubra quais são os Melhores Negócios para abrir com até R$ 500 Reais! Clique no botão abaixo e tenha acesso gratuito à Lista de Negócios mais Baratos para montar atualmente!
Jéssica Trabuco
Sou baiana de Salvador, formada em Jornalismo e fundadora do Negócio de Cozinha. Trabalhei com vendas por mais de cinco anos e estudar e falar de negócios faz parte do meu dia a dia! Sou apaixonada em ajudar o outro a mudar o seu mundo e faço o que estiver ao meu alcance para conseguir!

Deixe o primeiro comentário