Como revender Xiaomi

Para revender Xiaomi você precisa encontrar um bom fornecedor, montar um estoque variado e fazer uma divulgação direcionada. 

Por ser uma empresa originalmente chinesa, as lojas oficiais brasileiras são na verdade importadoras, por isso precisam ser avaliadas antes de firmar parceria. 

Pensando em te ajudar a iniciar sua atividade comercial de forma prática, trago neste artigo todas as informações que norteiam as revendas dessa marca.

Então, fica comigo até o final e aproveita!

Comece escolhendo um fornecedor


Como revender Xiaomi

Faça uma lista de fornecedores Xiaomi e pesquise com calma a reputação da empresa, o tempo de mercado e a satisfação dos parceiros, antes de vincular seu negócio. 

Você pode fazer compras diretamente da China ou escolher pontos de vendas brasileiros – a ideia é optar pelo mais seguro, barato e prático. 

Abaixo vou falar um pouco de cada um desses caminhos que você pode percorrer, além de dar dicas de algumas empresas. 

Confira:

Importe seus produtos

Para importar celular Xiaomi para revenda é preciso seguir todo o processo burocrático de aquisição de produtos estrangeiros e ter bastante cautela na hora das negociações. 

Isso porque algumas exigências devem ser seguidas para que o seu produto esteja dentro da lei, como a apresentação de um manual 100% traduzido e as certificações na Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e no Inmetro. 

Além disso, para vender os produtos importados é necessário ter um Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), conseguir a nota fiscal de entrada dos produtos, ter parcerias com despachantes aduaneiros, ter um radar habilitado e pagar todos os impostos para a Receita Federal.

Você pode tentar fazer as negociações através do site do Alibaba ou no Aliexpress (que faz parte do Alibaba Group, mas tem fornecedores diferentes).

Encontre empresas brasileiras

Por conta da burocracia e demora de recebimento desses produtos, as grandes marcas e fábricas firmam parceria com distribuidores dentro de cada país e torna o espaço onde são comercializados esses produtos em pontos oficiais.

Atualmente, os pontos intitulados como oficiais são: a Ricardo Eletro, Pernambucanas e uma loja física no Shopping Ibirapuera, além do E-commerce mi.com/br.

Porém, os preços costumam ser focados no varejo, não sendo muito lucrativo adotá-los como fornecedores diretos para revenda. 

Apesar de nem todo distribuidor Xiaomi do Brasil ser confiável, existem muitos que caminham dentro da lei e apresentam preços super convidativos. 

Em uma pesquisa na internet encontrei alguns que vou trazer para te ajudar. Só indico que antes faça uma análise dessa empresa no mercado e tenha certeza que estão atuando de forma legal, beleza?

Mi Tech Vix

  • Site: http://www.mitechvix.com.br/
  • Telefone: (27) 98132-1624
  • E-mail: [email protected]
  • Endereço: BR 262, Cariacica, ES

DC Eletroshop

  • Site: https://www.dceletroshop.com.br/
  • Telefone: (62) 3271-6962/ (62) 98555-1000
  • E-mail: [email protected]
  • Endereço: Avenida Anhanguera, 8106 – Setor Campinas, Goiânia – GO

Gazin Atacado

  • Site: https://www.grupogazin.com.br/
  • Telefone: 0800-725-1616/ 0800-643-1616
  • E-mail: [email protected]
  • Endereço: Rodovia Antônio Pedroso, km01, S/N – Bloco 1, Douradina – PR

Monte um estoque variado


lista de fornecedores de Xiaomi

A decisão de comprar celulares para revenda deve trazer a consciência da necessidade de diversificação de produtos. Com o avanço da tecnologia os tipos de celulares são cada vez mais inovadores e a busca por especificações técnicas varia de consumidor para consumidor.

Além de pensar nas características individuais do aparelho, é preciso ter preços variáveis para conseguir atender a diferentes poderes aquisitivos da sua região.

Dentro das especificações mais relevantes em uma busca por aparelho estão:

  • Quantidade e qualidade das câmeras traseira e frontal;
  • Qualidade e estabilidade de vídeo;
  • Funções inovadoras;
  • Apresentação estética diferenciada;
  • Durabilidade e capacidade da bateria;
  • Carregadores com carga rápida;
  • Memória interna ampla.

Lembre também que a marca não trabalha só com isso! É possível adquirir relógios e pulseiras inteligentes, além de fones de ouvido e caixas de som. 

Faça uma divulgação direcionada para cada tipo de público


Na mesma marca é possível encontrar um tipo de produto feito tanto para um cliente que quer pagar mais barato, quanto para aquele que quer o item mais exclusivo possível. 

É por isso que você precisa se organizar e planejar suas divulgações de acordo com o público alvo do item em questão. Se conseguir fazer isso direito, suas ações terão melhores resultados. 

É possível divulgar de diversas formas! Dá para fazer outdoors, tentar comprar propaganda em uma estação de rádio do seu bairro ou investir na internet, que possibilita um controle maior do direcionamento e um acompanhamento real da escalabilidade de alcance e interesse de cada público. 

Defina de que forma pretende atuar


Apesar dos produtos da Xiaomi serem físicos, você pode estruturar uma lojinha aí na sua cidade ou trabalhar de forma virtual e enviar por Correios ou transportadoras.

A elaboração de um espaço físico permite que o cliente conheça a sua vitrine, a qualidade dos produtos de perto e se sinta mais seguro na compra por poder retornar lá pessoalmente se estiver com dúvidas ou insatisfeito. 

Ainda que essa implementação necessite de maiores investimentos para manter a estrutura, essa é uma das formas de começar que entregam resultados mais positivos aos empreendedores. 

Contudo, há quem prefira começar pela internet, criando lojas em marketplaces como Shopee e Amazon, estruturando o próprio e-commerce (mantendo o estoque em casa) ou fazendo parceria com fornecedores e abraçando a modalidade de dropshipping (que basicamente permite que o produto seja comercializado com o estoque e envio de terceiros). 

A ideia é entender o que corresponde ao seu objetivo de mercado e tentar abraçar o que será mais fácil de administrar, levando em consideração suas habilidades e os possíveis lucros que serão obtidos dentro de cada modalidade dessas.

Estabeleça preços competitivos


O ponto principal para conseguir vender Xiaomi de forma lucrativa mês a mês é entender quanto os seus concorrentes cobram por cada produto e de que forma eles atuam no mercado. 

O preço de entrada sempre deve ser mais baixo, ainda que você perca um pouco de lucro. Ao fazer isso, é indicado que você compartilhe o motivo do desconto aos clientes, para não gerar muita desconfiança e acabar afastando quem realmente deseja adquirir o produto. 

Então, se a média de um smartphone nas lojas está por R$1.300, você pode colocar por R$1.250 ou R$1.200. Essa diferença de R$50 a R$100, a longo prazo é recuperada pela divulgação boca a boca e aumento no volume de clientes.

Conteúdo Recomendado:


O que está esperando para começar?


Agora que você já sabe como revender Xiaomi, o que está esperando para buscar os fornecedores ideais e montar um estoque estratégico?

Com o avanço da tecnologia, essa é uma das marcas que apresenta maior crescimento, relevância e satisfação na mão dos consumidores. 

Não se esqueça de correr atrás da legalização e entregar os produtos com notas fiscais para passar segurança e credibilidade aos clientes, certo?

Estou desde já torcendo pelo sucesso do seu negócios!

Abraços e te encontro na próxima!

Descubra quais são os Melhores Negócios para abrir com até R$ 500 Reais! Clique no botão abaixo e tenha acesso gratuito à Lista de Negócios mais Baratos para montar atualmente!
Jéssica Trabuco
Sou baiana de Salvador, formada em Jornalismo e fundadora do Negócio de Cozinha. Trabalhei com vendas por mais de cinco anos e estudar e falar de negócios faz parte do meu dia a dia! Sou apaixonada em ajudar o outro a mudar o seu mundo e faço o que estiver ao meu alcance para conseguir!

Deixe o primeiro comentário