Como montar uma fábrica de massas frescas (14 DICAS!)

Para montar sua fábrica de massas frescas é preciso conhecer o mercado. De preferência que faça um curso focado na produção de massas.

Além disso, é necessário conseguir bons fornecedores, ter a estrutura certa, comprar bons equipamentos e montar uma estratégia de funcionamento.

Com o objetivo de te ajudar a ter sucesso nessa tarefa, eu criei esse manual completo com 14 dicas infalíveis para tirar o seu projeto do papel e transformar em realidade.

Observe a seguir:

1. Conheça o mercado de massas frescas


produção de massas frescas

A primeira coisa que você precisa fazer antes de abrir sua fábrica, é analisar como é esse setor por aqui.

O que eu posso dizer é que o mercado de massas frescas no Brasil é bastante promissor. Só para você ter uma ideia, em uma pesquisa pedida pela Associação Brasileira de Indústria de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos industrializados (Abimapi), constatou-se que o segmento de massas alimentícias movimentou cerca de R$6 bilhões em 2018.

Ainda segundo esses dados que a Abimapi conseguiu, no cenário de mercado internacional, o Brasil é o sétimo país que mais movimenta dinheiro e faz venda nessa área.

Isso significa que ele tem potencial, mas ainda assim é preciso ter cautela e analisar o mercado da sua região. Quem são os seus concorrentes? Qual é o público alvo? Quais os produtos estão em evidência?

Essas informações vão te ajudar a construir o melhor planejamento estratégico para o seu projeto.

2. Plano de negócios pra fábrica de massa


Não tem como montar uma fábrica de massas frescas sem sentar, analisar as informações que se tem, os objetivos que quer conquistar e montar uma estratégia.

O seu planejamento é fundamental!

Mesmo que de início não construa o que a gente chama de plano de negócio – que é um documento mais profissional, você precisa pelo menos ter noção do que tem em mãos, de onde quer chegar e a partir disso criar um passo a passo.

Um planejamento bem feito vai te ajudar a ver o negócio como um todo, antes mesmo de ele existir. Isso permite que você aproveite melhor as oportunidades que o mercado da sua região te dá e evite alguns erros que podem te prejudicar.

Defina as massas que vai vender

Na hora do seu planejamento é importante definir o tipo de massa que você vai produzir, mas a minha pergunta é: Você sabe o que é massa fresca?

De acordo com a Cantina Vettorazzi, que é um restaurante especializado em rodízio de massas, lá em Criciúma (SC), ela é feita com ingredientes nobres como a semolina de trigo e por isso fica muito mais leve e macia.

Sua produção é por meio da laminação, cozimento e depois secagem de forma parcial. Seu armazenamento é feito por meio de refrigeração e no geral são utilizadas para lasanha, cappeletti e ravioli.

Definir o que você vai produzir vai influenciar em toda a estrutura da sua fábrica de massas frescas.

3. Legalização da fábrica


Abrir um negócio envolve cuidar da parte de legalização – toda empresa passa por isso. É basicamente ter o seu CNPJ.

Só que por se tratar de um empreendimento que envolve a produção de comida, seu cuidado deverá ser maior: Você precisa da licença de funcionamento da Vigilância Sanitária do seu município.

O meu conselho é que procure um bom escritório de contabilidade para que cuide desses processos para você.

Ter o alvará de funcionamento da Prefeitura, da Vigilância Sanitária e a licença dos Bombeiros, são três das coisas que não podem passar!

4. Localização


Para escolher a localização ideal da sua fábrica é preciso ter definido a seguinte questão: Você vai só produzir ou pretende vender o produto no local, seja para consumir fora ou no próprio empreendimento?

Se for só fábrica, não precisa se preocupar tanto com o local. O importante é que caiba no seu orçamento, tenha infraestrutura básica e seja de fácil acesso para funcionários e fornecedores.

No caso de também querer montar sua loja e talvez até algo parecido com um restaurante, é preciso analisar um pouco melhor. Regiões que tenha um bom fluxo de pessoas são as melhores, mas também é importante que não saia do seu orçamento.

5. Estrutura da fábrica


A estrutura de uma fábrica de massas frescas deve ter pelo menos as seguintes áreas:

  • Recebimento e estoque de matéria prima;
  • Área de produção da massa;
  • Setor de embalagem e estoque de produto pronto;
  • Sanitário e copa para funcionários;
  • Recepção (opcional);
  • Área administrativa (que deve ser dividida com a parte comercial do negócio).

Lembrando que todas essas áreas devem seguir rigorosamente as exigências que a Vigilância Sanitária irá fazer. Isso pode variar de acordo com o município, mas normalmente tem a ver com iluminação e ventilação, pisos emborrachados e até parede laváveis.

6. Equipamentos


como montar uma fábrica de massas frescas

Existem vários equipamentos para fabricar massas que são úteis, mas o mais procurado por quem quer montar um negócio de forma mais profissional é a extrusora de massas frescas.

Esse é um equipamento que tem capacidade de produção de 10 até 350kg de massa por hora, dependendo do modelo escolhido. Além de área para misturar a massa, ela vai moldar e cortar de acordo com o que se quer fazer.

Os modelos mais populares atualmente são a P10, P20 e P50, segundo a Di grano Máquinas, sendo que essa última tem até sistema de resfriamento para garantir maior qualidade dos produtos.

O preço dela vai variar de acordo com a marca, mas é possível encontrar por cerca de R$6.000 no mercado, um modelo que já pode te ajudar a começar.

O que você precisa é escolher a máquina que ajude no que você precisa nesse momento.

Além desse equipamento, existem outros produtos que compõem uma fábrica de massas frescas:

  • Laminador de massa (Aproximadamente R$320);
  • Modeladora (De R$1.500 a R$4.300);
  • Masseira (Entre R$1.114 a R$4.600);
  • Varal para secar massa (Aproximadamente R$250);
  • Fogão industrial com seis bocas (De R$960 a R$1.450);
  • Freezers e geladeira (Aproximadamente R$1.200 cada);
  • Mixer (De R$89 a R$300);
  • Micro-ondas (Aproximadamente R$400);
  • Utensílios de cozinha, desde talheres a pratos e vasilhas (Uma verba de aproximadamente R$900);
  • Prateleiras e estantes (Estantes de cozinha custam aproximadamente R$300);
  • Panelas (Com uma verba de aproximadamente R$1.200 para começar).

Valor aproximado total: De R$8.233 a R$15.220.

Alguns lugares para comprar os seus equipamentos:

Abaixo eu fiz uma lista de algumas empresas que vendem esses produtos. Analise cada uma delas, entre em contato e veja qual é a que te dá o melhor custo benefício.

Observe:

– Di Grano Máquinas

  • Site: http://www.digranomaquinas.com.br/
  • Telefone: (54) 3451-7552
  • E-mail: [email protected]
  • Endereço: Rua Augusto Pasquali, 770, Botafogo, Bento Gonçalves – RS

– Indiana

  • Site: https://www.maquindiana.com.br/
  • Telefone: (11) 3636-9090
  • WhatsApp: (11) 96496-3500
  • E-mail: [email protected]

– Bralyx

  • Site: https://www.bralyx.com/
  • Telefone: (11) 5072-2099

– Italvisa

7. Funcionários


Seus funcionários são o coração da sua marca, por isso seja cauteloso e atento aos detalhes na hora da contratação.

Você precisa de pessoas experientes e que amem cozinhar na sua produção, sem falar em pessoas que cuidem do recebimento de matéria prima e estoque, pelo menos duas pessoas para cuidar da parte de limpeza, uma equipe administrativa e ótimos vendedores.

Lembre-se de dar a todos o melhor ambiente e as melhores condições possíveis para o trabalho. Uma equipe feliz e que se sente valorizada produz muito mais.

Talvez esse seja o grande segredo de sucesso para quem quer montar uma fábrica de massas frescas.

8. Procure bons fornecedores


O tipo de farinha que você usa na sua massa influencia ela completamente e é por isso que você precisa ter bons fornecedores de matéria prima.

Pesquise bastante na sua região até encontrar o parceiro ideal. A qualidade deve ser o ponto mais importante, mas também é preciso avaliar o custo, a entrega e até as facilidades de pagamento que a empresa oferece.

9. Como embalar massa fresca para vender


O primeiro passo para que a massa fresca fique saborosa e bem preservada é deixa-la secar completamente. No geral os varais funcionam muito bem para isso. Você deixa a massa pendurada por até 24 horas e pronto!

Por fim, o ideal é que a embalagem seja fechada hermeticamente. Isso vai ajudar na sua durabilidade, sem interferir na qualidade e sabor.

10. Validade


fabricação de massas frescas

No caso de uma produção artesanal, não se usa conservante, por isso o prazo de validade é menor do que de outros produtos.

Fechada corretamente a validade da massa fresca na geladeira é de três dias e no congelador de até três meses.

11. Invista na sua marca


Não adianta começar a sua produção de massa para vender, sem se preocupar em trabalhar na sua marca.

A forma de consumo mudou e as pessoas querem mais do que um produto bom, querem saber como ele foi feito, o que a marca faz para melhorar a sociedade, no que ela acredita, como ela cuida da sua organização.

Ter um negócio sustentável hoje é o caminho mais certo para o sucesso e não falo só em dinheiro.

Por isso pare e pense um pouco no conceito do seu negócio. Você quer produzir alimentos saudáveis, sem aditivos para as pessoas? Quer mostrar o quanto é possível reduzir a produção de lixo e pensar na reutilização e objetos?

O que você tem de diferente dos outros? No que acredita? O que prega? Isso vai ser importante para construir uma marca com um diferencial no mercado.

Fazer com que sua marca seja amiga do seu público alvo deve ser o seu objetivo principal.

12. Divulgação


Sua fábrica existe, seus produtos são bons, sua marca foi formulada: agora é hora de divulgar!

Para isso entenda primeiro onde é que o seu público alvo está: No Instagram? No Twitter? Ouvindo podcasts? Seja onde for, você precisa estar presente.

Hoje a maior força da divulgação é a internet e o marketing de conteúdo é o melhor caminho para conquistar isso. Ao construir conteúdo de qualidade para o seu cliente, você constrói autoridade e confiança.

Isso vai ajudar na consolidação do negócio e aumentar ainda mais as suas vendas e seu alcance.

Tenha uma equipe específica só para cuidar disso. Você tanto pode contratar funcionários e montar o setor, como pode fechar parceria com uma empresa de comunicação que cuide disso.

13. Clientes para a fábrica


Existem basicamente três clientes que vão comprar suas massas frescas:

  • Cliente final: Que vai comprar para consumo, seja direto na sua fábrica ou na loja que você vai montar;
  • Revendedores: São os mercadinhos, padarias e outros estabelecimentos que comprarão na sua mão para revenderem;
  • Produtores de comida: Se a sua massa for de qualidade, com certeza vai chamar a atenção de estabelecimentos que produzem comida. Eles comprarão na sua mão para fazerem suas receitas e venderem aos seus clientes.

É bom você saber isso para escolher a forma que pretende atuar no mercado e se preparar de forma estrutural e na comunicação para isso.

14. Investimento


O investimento para montar sua fábrica de massas frescas vai variar de acordo com o tamanho do seu empreendimento e da capacidade de produção que quer ter.

Baseado no valor dos equipamentos, a gente pode estimar que é necessário pelo menos R$30 mil para abrir um empreendimento de pequeno médio porte.

Para ter uma noção mais exata, no entanto, é fundamental que você construa o seu plano de negócios seguindo todas as recomendações.

Comece a trabalhar!


Saber como montar uma fábrica de massas frescas não vai fazer com que ela surja aí do seu lado. Agora é usar todo esse conhecimento que eu te apresentei em prática e tirar o plano do papel.

Espero que eu tenha te ajudado e que você comece a correr atrás dos seus sonhos.

Recomendo que veja também o artigo que postamos aqui mostrando como abrir uma fábrica de massas secas. Que é um negócio totalmente diferente da fábrica de massas frescas.

Descubra quais são os Melhores Negócios para abrir com até R$ 500 Reais! Clique no botão abaixo e tenha acesso gratuito à Lista de Negócios mais Baratos para montar atualmente!
Jéssica Trabuco
Sou baiana de Salvador, formada em Jornalismo e fundadora do Negócio de Cozinha. Trabalhei com vendas por mais de cinco anos e estudar e falar de negócios faz parte do meu dia a dia! Sou apaixonada em ajudar o outro a mudar o seu mundo e faço o que estiver ao meu alcance para conseguir!

6 comentários

  • Edson Fernandes de Souza

    Boa noite!

    Tenho três amigos que tem um grande conhecimento em massas frescas cerca de vinte anos de trabalho,e me chamaram para abrir uma pequena fábrica de massas,será que com um empréstimo de 40 mil reais que é o valor que eu posso pegar consigo montar uma pequena loja e tentar crescer gradativamente no mercado,qual o espaço suficiente para montar,é possível montar essa fábrica em uma casa que pretendo alugar?
    Obrigado

  • Ola tenho interesse em montar uma pequena fabrica de macarrão mas estive conversando com um fornecedor de equipamentos e mim deu um banho de água fria resumindo mim jogou pra baixo, eu atendo vários supermercados mercearias entre outros na minha região vejo a necessidade de uma fabrica do produto sitado acima na minha região mas conversando com esta pessoas mim desanimou muito ele mim passou que pra montar uma pequena fabrica tem que ter no minimo 500 (quinhentos mil reais) ai eu venho procura para os senhores tem uma forma pra investir menos para que eu posa montar esta pequena fabrica na minha região. segue meu email [email protected]

  • Qual os equipamentos necessários para abrir um comércio de massas artesanais delivery?

  • Tenho a mesma dúvida que o Douglas, ref. a começar o negócio em casa, o que precisaria?

  • José, muito bom o artigo.

    Porém, acredito que a realidade do brasileiro seja um investimento muito abaixo do citado.
    São raros as pessoas que tem condições para conseguir tal recurso financeiro.

    Quanto à pessoas que começam com 1.000,00 reais, produzindo em casa e em baixa escala. O que pensa a respeito? Procuro artigos na internet e não encontro orientação para isso

    • olá Douglas, bem para isso veja esses passos:
      1- Veja qual negocio você vai produzir (como sugestão selecione 3 à 5 atividades que você tenha interesse e alguma que você sabe fazer).
      2- Faça a cotação de maquinas se for preciso e dos materiais, se o valor de um novo for caro a opção pode ser um usado.
      3- Feitos os paços acima, faça uma pesquisa de mercado relacionado ao seu produto (perguntas relacionadas ao seu concorrente para saber como ele se comporta e como a sua marca pode entrar no mercado)
      4-faça todo o planejamento de custos para definir seu preço de venda
      5- dependendo do seu produto tente oferecer para lojas próximas de sua casa ou faça divulgação para consumidor final.
      Bem eu estou procurando empresas de torrefação e moagem de café para terceirizar esse processo para mim pois uma roça de café já tem e quero oferecer para revenda, uma outra opção é procurar indústrias próximas e ver por quanto eles vendem um produto para você revender.
      Bem espero ter esclarecido algumas duvidas infelizmente é muita coisa e não dá para falar em poucas palavras tentei deixar o mais simples possível e claro.
      Att: Pedro
      [email protected]
      [email protected]

Deixe o seu comentário