Como fazer pizza para vender: Guia completo + dicas para lucrar

Se tem uma coisa que não sai de moda é pizza, e se você busca aprender como fazer pizza para vender, está no caminho certo e lucrativo.

Ao analisarmos o segmento de pizza, notamos certa estabilidade na sobrevivência da maioria dos estabelecimentos. Isso se deve, além da qualidade, sabor e preço atrativo, à ótima aceitação dos consumidores.

Então, para costurar seu caminho em direção ao sucesso você precisa absorver cada uma das dicas que separei hoje. Está imperdível, vamos conferir?

Guia completo de como fazer pizza para vender com sabor e qualidade

como fazer pizza para vender

1. Avalie quais investimentos fazer primeiramente

Embora você possa iniciar fazendo pelo fogão convencional de casa, chegará um momento que ficará inviável continuar nesse modelo. Posso destacar alguns elementos que jogam contra seu novo negócio, tais como:

  • Altos consumo de gás de cozinha.
  • Desgaste do forno.
  • Potencial atraso nas entregas devido à baixa eficiência na hora de assar.
  • Inconsistências no produto, pois nem todo forno assa por igual.
  • Conforme a demanda cresce, mais utensílios, espaço e agilidade serão necessários.

Claro, os primeiros passos devem ser executados dessa forma, já que direcionar investimento demanda planejamento e muita pesquisa. Em contrapartida, deixarei uma lista de equipamentos para pizzaria que você pode precisar quando o negócio expandir:

  1. Forno simples e dedicado para pizzas.
  2. Processadores de alimentos para flexibilizar a produção.
  3. Se os pedidos crescerem, uma masseira deve suprir.
  4. Fogão industrial para agilizar o operacional.
  5. Utensílios de cozinha em geral.

DICA EXTRA: apesar de não ser uma coisa indispensável à princípio, separe mensalmente parte do lucro para investir num forno à lenha. Posso garantir que isso faz toda diferença para uma pizza profissional e assada na medida!

2. Aprenda a preparar uma massa profissional e econômica

Se você procurar pela internet, verá que existem centenas e centenas de receitas diferentes. Umas mais sequinhas, outras mais maleáveis e tem aquelas que parecem massa de pão. Fuja dessas, pois geralmente o cliente não aprecia tanto.

Todavia, quem pensa em como montar uma pizzaria em casa com pouco dinheiro, acertar na massa é o único caminho. Com isso, pesquisei bastante até encontrar uma massa que será seu carro-chefe. Anote aí os ingredientes:

  • 1kg de farinha de trigo;
  • 560ml de água;
  • 3 colheres (sopa) de azeite;
  • 2 colheres (chá) de sal;
  • 10g de fermento biológico;
  • 1 colher (chá) de açúcar (cerca de 5 gramas).

Modo de preparo da massa

O processo de mistura dá um pouquinho de trabalho, não tem como negar. Isso porque você precisa colocar a farinha numa tigela, abrir um buraco no centro, adicionar o fermento e o açúcar.

Em seguida, você acrescenta parte da água e começa a fazer movimentos circulares no centro com os ingredientes. Conforme resseca, adicione mais água, o azeite e vá mexendo até incorporar toda a água.

Por fim, quando formar uma massa mais consistente, transfira para uma bancada e sove até ficar lisa. Agora, divida a massa em duas partes, coloque em saquinhos de alimento e leve para descansar por 2 horas.

Você até pode fazer na batedeira, mas o resultado não fica tão macio e aerado quanto à mão. Não se preocupe com detalhes, pois disponibilizo o vídeo do preparo logo a seguir:

DICA EXTRA: o segredo para fazer a massa crescer perfeitamente, é adicionar fermento e açúcar, o sal somente no final. O fermento se alimenta de açúcar, então, se você adicionar sal e fermento simultaneamente, acaba matando o fermento!

3. Escolha bons recheios, mas diferencie da concorrência

Massa pronta e aberta, você agora tem uma outra decisão crucial para começar a vender pizza. E digo crucial no sentido de encontrar equilíbrio ao oferecer sabores tradicionais, mas sem deixar de inovar nos recheios.

Por exemplo, você pode muito bem colocar uma pizza de frango com catupiry no cardápio. Contudo, não deixe de incrementar essa combinação, a fim de que sua pizzaria tenha um diferencial competitivo no mercado.

O mesmo vale para outros recheios, ou seja, coloque sua essência e ressalte seus diferenciais. Entre os sabores de pizza mais pedidos, temos:

  • Pizza de calabresa.
  • Pizza portuguesa.
  • Opção de pizza 4 queijos.
  • Opção de pizza marguerita.
  • Recheio de atum acebolado.
  • Recheio caipira que leva frango desfiado, milho, catupiry ou queijo e bastante cebola.

Portanto, considere estas opções no cardápio, mas não pare por aí. Uma dica valiosa é sentar e considerar cada aspecto da sua marca. Por exemplo, o que você pretende transmitir em termos de sabor e sensação ao cliente?

Qual o posicionamento da pizzaria no mercado? É ser inovadora e diferenciada? Então, pegue todas estas informações e elabore opções de pizzas que ninguém mais vende.

SUGESTÃO ESPECIAL: olhe só essa ideia de pizza dinamite!

Se é para ser diferente, sejamos criativos. O que acha de criar um sabor que leva molho de tomate, muçarela, gorgonzola, alho, pimenta calabresa, manjericão e tiras finas de bacon?

Consegue perceber a explosão de sabores na boca do cliente? Portanto, pense em combinações que nenhum outro estabelecimento considerou antes. É daí que surge o reconhecimento e a consolidação no mercado.

4. Determine o tamanho e o formato do produto

Trabalhar com massa fresca é uma das melhores alternativas para quem vende pizza. Além disso, o mercado de pizza é composto por diferentes produtos atualmente. A exemplo de quem aprendeu como fazer pizza cone para vender e hoje fatura alto.

Provavelmente você já viu ou consumiu em algum lugar a famosa pizza brotinho? Essa é aquela versão menor, vendida como porção individual e muito procurada por padarias e supermercados.

Nesse cenário, pode ser muito interessante do ponto de vista comercial, trabalhar com pizza congelada para revenda. Olha que bacana essa ideia de estratégia comercial:

  • Foco principal do negócio: aqui você atenderá os pedidos noturnos, que é o formato tradicional, seja com delivery e venda local, representa talvez a maior lucratividade do negócio.
  • Atender demandas menores: procurar parcerias com padarias, lanchonetes e mercados, de modo a suprir a demanda por produtos congelados e em formatos diferentes.
  • Elaborar estratégias semanais: planejar “festivais” da pizza em datas específicas, onde o cardápio para pizzaria tenha opções únicas, como a celebração a países estrangeiros, com receitas exclusivas.

Além do que, analise a possibilidade de incorporar pizzas recheadas, pizza vendida por pedaço e borda com diferentes recheios.

DICA EXTRA: aqui gostaria de ressaltar dois tipos de massa assada que podem ser pontos positivos para seu negócio: calzone e fogaça. O calzone é uma pizza fechada com bastante recheio e a fogaça é mais tradicional, ambos têm boa aceitação!

5. Trabalhe com embalagens que preservam a integridade da pizza

Não preciso nem apontar a importância de investir em embalagens de qualidade, concorda? Já imaginou em dias frios seu cliente pedir uma pizza e receber algo frio e borrachudo? Assim não dá e você pode perder clientes.

Independentemente do tipo de pizza, ofereça sempre aquelas embalagens que podem ser aquecidas no forno. Inclusive, hoje em dia você encontra embalagens com alumínio no fundo que maximizam a preservação da temperatura.

Por isso, tenha em sua lista de contatos os melhores fornecedores de caixa de pizza. Pode apostar que seu cliente vai agradecer demais essa atenção extra!

DICA EXTRA: a legalização é imprescindível para maior segurança

Se fosse tão simples decidir fazer e vender pizza, o Brasil seria um país bem diferente. Contudo, sabemos como tudo é burocrático por aqui.

Minha última sugestão relevante para tornar seu comércio um sucesso, é buscar a completa legalização.

Só que em cada estado isso muda muito. Então, é necessário visitar a prefeitura da sua cidade e, a partir de lá, seguir os passos necessários.

5 dicas para estimular a lucratividade da sua venda de pizza

Da mesma forma que uma pizzaria é lucrativa, é também um segmento proporcionalmente concorrido, sem dúvidas. Logo, não focar em estratégias e ações comerciais é “nadar, nadar e morrer na praia”, pois a concorrência engole.

Diante disso, separe em seu plano de negócio uma parte para discutir os aspectos de divulgação e comercialização da marca. Veja algumas dicas que podem ajudar:

  1. Crie perfis nas redes sociais e mantenha as informações bem atualizadas.
  2. Mantenha um cronograma de postagens engajadoras e promocionais.
  3. Invista em fotos verdadeiras e de alta qualidade de todos os sabores.
  4. Elabore as melhores promoções baseadas no perfil de compra dos clientes.
  5. Traga o delivery de pizza como opção para ampliar o raio de atendimento e conquistar mais clientes.

Agora, pegue todo esse conhecimento sobre como fazer pizza para vender e transforme num modelo de negócio inovador. Olhe para sua concorrência e identifique como atuar no mercado, de forma a atingir precisamente as falhas do concorrente.

E lembre-se, perseverança e amor no trabalho desempenhado só levam a um caminho: o sucesso. Tenha isso com você e busque sempre ser único naquilo que faz, boas sorte e ótimas vendas.

Espero muito que tenha gostado das minhas dicas. Aproveite para compartilhar com todo mundo, vai que de quebra você ainda consegue ajudar alguém, não é mesmo? Até a próxima!

Descubra quais são os Melhores Negócios para abrir com até R$ 500 Reais! Clique no botão abaixo e tenha acesso gratuito à Lista de Negócios mais Baratos para montar atualmente!
Lidia Massari
Graduação em Publicidade e Propaganda, com oito anos de especialização em Marketing de Conteúdo, Inbound e SEO. Sou entusiasta de tecnologia, inovação, fascinada pela robótica e filmes de ficção científica. Sou curiosa e adoro aprender coisas novas.

Deixe o primeiro comentário