Plantação de tomate em estufa

A plantação de tomate em estufa é uma forma inovadora de cultivar esse tipo de produto para vender e conseguir bons resultados na sua propriedade rural. Em 2013 o tomate alcançou um preço muito alto no mercado e isso fez com o tomate se tornasse muito mais valorizado e cultivado por quem tem foco em negócios agrícolas.

De qualquer modo, o que iremos mostrar aqui hoje são apenas algumas dicas úteis para quem está querendo iniciar o trabalho na plantação de tomates através de estufas e lhe recomendar um curso maravilhoso que está ajudando muitos investidores nessa área.

Vantagens da plantação de tomate em estufa

A plantação de tomate em estufa é hoje uma das melhores e mais lucrativas formas de trabalhar na tomaticultura, visto que esse é um modo de plantação que gera menos perdas na produção, frutos com uma qualidade muito boa e, consequente, gera um lucro muito bom para o investidor.

Então são vantagens simples, mas que no final das contas traz uma série de benefícios para quem está investindo no negócio. Foi seguindo tudo isso que muitos cultivadores novos e até mesmo os mais experientes na área estão apostando muito na plantação através de estufas. Sem falar que a produção pode acontecer até mesmo no período da entressafra, gerando ainda mais resultados positivos.

plantação de tomate em estufa

Como começar a plantação de forma correta?

Para começar a plantação de tomate em estufa é preciso estar atento a uma série de detalhes que serão fundamentais para a geração de melhores resultados. Então comece planejando como será a estrutura da sua estufa, a produção de mudas e cuidados básicos com elas, é preciso saber lidar também com o controle de pragas, a colheita e muitos outros detalhes.

Lógico que serão inúmeras etapas que deverá passar durante o trabalho no plantio de tomates, porém são coisas necessárias já que os resultados dependerão diretamente de cada etapa bem feita. Caso você ainda não esteja preparado para lidar com tudo isso e quer aprender as técnicas importantes no cultivo de tomates, simplesmente, veja o que tenho no final desse artigo para você.

Vale a pena investir na plantação de tomates?

Por se tratar de algo que vai exigir um bom trabalho e um certo investimento inicial, muitas pessoas ficam receosas com relação ao investimento ou não nesse ramo de negócio. Mas afinal, será que vale mesmo a pena ou não começar a plantação de tomate em estufa para vender e ganhar dinheiro?

A resposta exata só você mesmo poderá dar após fazer uma pesquisa e avaliar o mercado atual, porém na minha simples opinião, trata-se de uma oportunidade de negócio muito interessante para quem já tem uma propriedade rural e não vem investindo em nada. Além do mais o tomate é hoje um dos produtos mais valorizados e aproveitar toda essa demanda não é nada ruim.

Curso para plantação de tomate em estufa

Para finalizar nosso artigo de hoje, gostaria de lhe recomendar um curso bem interessante que conheci recentemente. Trata-se do curso Cultivo de tomate em estufa, produzido pelo CPT (Centro de Produções Técnicas) com o intuito de capacitar pessoas que estão querendo investir na tomaticultura mas não sabem corretamente como trabalhar nessa área.

Através dele é possível aprender passo a passo tudo o que eu mesmo já falei ao longo desse artigo e muitas técnicas de produção que poucas pessoas conhecem. Então tenho certeza que ele irá agregar muito valor na sua vida e espero que tenha gostada das informações que foram destacadas aqui.

José Neto

Sou um técnico em comércio, apaixonado por pequenos negócios e criei minha primeira empresa digital em 2012. Apesar de ter apenas 21 anos, criei esse site para passar o máximo possível de informações para novos empreendedores, pois acredito que tenho muito a contribuir com o empreendedorismo no Brasil!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>